Filho do Fogo

Filho do Fogo, obra de Daniel e Isabela Mastral é, segundo os autores, baseado em fatos reais  e tem o objetivo de dizer ao mundo que o satanismo está mais próximo do que as pessoas imaginam, em toda parte da sociedade, conspirando para trazer ao mundo, aquele que será uma pessoa com poder e autoridade mundial, o antiCristo.

No enredo de Filho do Fogo temos interpretações literárias das escrituras e formulação de hipóteses sobre os tempos finais sob a influência de um antiCristo em pessoa. Seu surgimento coincidirá com o “arrebatamento da Igreja”.

O livro segue a linha de pensamento adotado pela igreja protestante/evangélica brasileira e que, segundo os autores, também é a do satanismo que Mastral diz ter feito parte.

O primeiro volume da trilogia, Filho do Fogo - O desvendar da alta magia, começa contando a história de um caso de adultério. Mais tarde descobrimos que a mulher é a mãe do autor Marcelo. A partir daí o livro conta a história de Marcelo, da uma infancia mimada até o momento em que seu pai não-biológico apresenta problemas financeiros, o que leva a família a uma queda drástica no padrão de vida e é obrigada a mudar-se para a periferia de São Paulo, onde Marcelo sofre no começo muita rejeição na nova escola e novo bairro , até que aprende a se defender sozinho e começa a viver uma adolescência rebelde e violenta.

Mais velho e com muitos crimes cometidos, o jovem Mastral encontra na biblioteca pública um livro falando sobre a Church of Satan, fundada por Lavey em 1966, e decide entrar em contato com ela em San Francisco-Califórnia/USA via correio postal. Mastral diz que, aos treze anos, ele já frequentava “centros espíritas, terreiros de macumba, templos hare krishina, igreja mórmon, mesquitas, ordem rosa cruz, “tudo o que desse na telha”. Expondo assim o lado preconceituoso perante outras religiões e seitas.

Ao meu parecer, o livro faz muito sentido para quem freqüenta as igrejas evangélicas, pois o discurso de intolerância religiosa é familiar aos discurso de pastores que não suportam a coesistência entre as religiões e tem a sua como verdadeira e absoluta. Mastral tem seu ingresso aos 17 anos, naquilo que é apresentada como sendo a Irmandade, a qual segundo o autor é um satanismo dentro do próprio satanismo, muito secreto, ao ponto que nem mesmo os próprios satanistas modernos seguidores de Lavey conhecem.

O primeiro volume da trilogia fala sobre o ingresso do jovem Mastral na Irmandade, sua iniciação aos 18 anos, seu rápido desenvolvimento dentro da irmandade satanica dos Fire Son’s (Filhos do Fogo) e sua simbiose com seu demônio-guia chamado de Abráxas.

O segundo volume do livro Filho do Fogo - O desvendar da alta magia, começa falando sobre uma moça evangélica chamada Camila e a forma com que ela e sua família viviam o cristianismo. Aos 16 anos, Mastral começou a namorá-la e, logo no início do namoro, ela o levou à sua igreja. Porém segundo Mastral, o Cristianismo da família era apenas de fachada, principalmente o do irmão de “Camila”, o “Pastor Sérgio”, ministro do departamento infantil daquela igreja: a Igreja Batista de Perdizes, em São Paulo, Capital e outra fora a a Igreja Batista do Morumbi

Em sua obra, Mastral narra a infiltração de satanistas no meio cristão, quer seja em igrejas, na capelania de hospitais, em seminários ou colégios evangélicos. O objetivo destas infiltrações seria enfraquecer o trabalho cristão, através da sedução, calúnia e encantamentos. Sendo que foi por causa de uma dessas infiltrações, que Mastral teria se convertido ao Evangelho e sido liberto da suposta Irmandade, 6 anos depois do seu ingresso, pelas mãos do “Pr. Brinti”, cujo nome verdadeiro é Pr. Luiz Zitti (in memorian), que na época era pastor da Igreja Batista do Morumbi - SP.

Referências de Mariel Marra, bacharel em Teologia pelo Centro Universitário Izabela Hendrix de Belo Horizonte.

É estranho mas alguns cristãos, devido aos seus testemunhos de conversão (tais como ex-satanista, ex-jogador, ex-cantor, ex-ladrão, ex-assassino, ex-etc.).Tem se tornado dentro do mundo cristão personalidades diferenciadas, sendo quase adoradas. 

Eventos como contatos com anjos, arcanjos, querubins e serafins, tem levado cristãos a êxitos de admiração por Igrejas e membros do cristianismo como se fossem "Filhos especiais de DEUS" desvirtuam completamente qualquer contexto bíblico, mas trazem mais e mais fiéis às igrejas e dinheiro aos seus cofres.

22 comentários
  1. Posted by marcos
  2. Posted by cleice oliveira
  3. Posted by genaini bueno gomes
  4. Posted by nil
  5. Posted by erica
  6. Posted by Rute léia R
  7. Posted by Daiv
  8. Posted by karina braga
  9. Posted by Emílio
  10. Posted by Werlisson Denis Viana Pereira
  11. Posted by Carlos Rodrigo
  12. Posted by Nilson
  13. Posted by kelly
  14. Posted by ARTUR
  15. Posted by cristhian
  16. Posted by Santos
  17. Posted by Lúcifer
  18. Posted by moloch
  19. Posted by Lilith
  20. Posted by anjo da cruz d aço
  21. Posted by mo
  22. Posted by lu

Deixe um comentário